A comunidade do Colégio Novo da Maia identifica-se amplamente com um clima de cultura de escola que conduz a uma liberdade de grupo/individual, manifestando-se esta sob forma de cumplicidade, de confiança, de transparência e de credibilidade, através de uma pedagogia ativa, com base no conhecimento científico, na dimensão humanista e na vivência democrática, onde os valores da cidadania, solidariedade, inovação e responsabilidade são preponderantes e se complementam com os seus projetos.

É, portanto, fito do Colégio Novo da Maia formar cidadãos do mundo livres, responsáveis e solidários, conscientes de que as exigências da sociedade atual pressupõem o domínio de competências académicas, mas também a capacidade de aceitar desafios, de inovar e de conviver de forma solidária. Assim, entendemos que a escola deve preparar os alunos para a cooperação e para a capacidade de trabalhar em equipa e de ser interdependente, numa perspetiva multicultural e de reconhecimento e aceitação das diferenças. Neste âmbito, o nosso Projeto Educativo assume como fundamental os projetos extracurriculares que são entendidos como mais uma componente da vida ativa do Colégio.

Anualmente o Colégio Novo da Maia coloca ao dispor dos alunos um conjunto de projetos dinamizados no espaço do Colégio durante e/ou após o tempo letivo.

Este ano as propostas de projetos são as seguintes:


L.O.V.E.+

L.O.V.E.+

O projeto L.O.V.E.+ (Learning, Observation, Values, Experiment) tem por base as Cem Linguagens de Loris Malaguzzi (1996) em que a criança é entendida como produtora de cultura e que se manifesta através das múltiplas linguagens, aventuramo-nos a criar novos espaços que revolucionarão as aprendizagens das nossas crianças. É neste contexto e no espaço Artlab que famílias e crianças são estimuladas a utilizar todas as suas formas de expressão, de forma a promover o desenvolvimento e aprendizagem global: desenho, música, pintura, movimento e construção. Este espaço permite que as crianças explorem diferentes projetos e com vivências diferentes: construção, matemática, experimentação com luzes, materiais naturais, entre outros. Todas estas experiências têm como objetivo a resolução do problema inicial comum. Na multiplicidade de domínios científicos, são desenvolvidos os interesses das crianças, através das suas descobertas, dando relevância às suas interrogações e articulando com todos os saberes.

PASSE | PASSEZINHO

PASSE | PASSEZINHO

PASSE é o Programa de Alimentação Saudável em Saúde Escolar. Trata-se de um programa da Administração Regional de Saúde, I.P., em parceria com a antiga Direção Regional de Educação do Norte. A criação e a gestão deste programa de promoção de alimentação saudável são do PASSE Regional do Departamento de Saúde Pública da ARS Norte, I.P., o qual realiza formação às equipas PASSE locais. São estas equipas PASSE que, em conjunto com os Agrupamentos de Escolas, desenvolvem e implementam o Programa.

O PASSE pretende: promover comportamentos alimentares saudáveis e contribuir para que exista um ambiente promotor da saúde, em especial no que se refere à alimentação. E ainda trabalhar outros determinantes da saúde, como a saúde mental, atividade física e saúde oral.


STORY MAILBOX

STORY MAILBOX

O projeto Story Mailbox nasceu da necessidade de levar as crianças da creche e pré-escolar a contactar com “o livro” e com a língua inglesa num contexto extra sala de aula, onde os momentos de storytelling são frequentes e muito apreciados pelos mais pequenos. Desta forma, os livros e as suas histórias estão num constante vai e vem e permitem não só às crianças sentir o mundo de outra forma, como também partilhar momentos especiais no seio da família. O desenvolvimento da imaginação, o entrar em contacto com diferentes emoções, a conjugação entre o imaginário e o real e a possibilidade de ver o mundo de diferentes perspetivas, além do contacto com a língua inglesa impulsionaram-nos a desenvolver este projeto que é agora alargado ao 1º CEB.

Não será por acaso que “Storytelling is the oldest form of education.”

TRINITY STARS

TRINITY STARS

O projeto Trinity Stars: Young Performers in English Award promove o ensino-aprendizagem da língua inglesa através da música, do jogo dramático/teatro, artes visuais e das artes performativas. É um projeto de grupo, oriundo dos interesses e necessidades das crianças, mediado pelos professores de inglês, de música e jogo dramático/teatro e pelas educadoras do Pré-Escolar. Processualmente, emerge da motivação e interesse das crianças potenciando, naturalmente, a aprendizagem, a participação da criança, bem como a sua autoconfiança e as suas competências comunicativas. No final do ano letivo culminará com um momento de divulgação do projeto no qual estará presente um representante do Trinity College London.


RESPONSABILIDADE SOCIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL

O Projeto de Responsabilidade Social – Participação, Empreendedorismo e Cidadania Democrática – do Colégio Novo da Maia visa promover a consciência de uma Cidadania ativa e participativa. Está direcionado para o desenvolvimento das crianças e jovens enquanto cidadãos reflexivos, críticos e empreendedores. Os nossos alunos encontram resposta para a sua vontade de colaborar num projeto no âmbito do voluntariado de solidariedade, com o qual se identificam, implicando simultaneamente a adoção de uma postura de maior responsabilidade por parte de todos os intervenientes.
O projeto de Responsabilidade Social do Colégio assenta na prioridade “promover a cidadania democrática e o empreendedorismo” e no indicador “dinamização de projetos de responsabilidade social promotores de voluntariado e de solidariedade”.
Este projeto propõe-se a potenciar a participação ativa, o empreendedorismo e a cidadania prática por parte da comunidade educativa CNM, em especial com o envolvimento direto dos alunos (do pré-escolar ao§ ensino secundário) nas propostas e na dinamização de atividades de cariz social.
Este projeto tem como objetivos primordiais:
-reforçar as boas práticas do exercício de cidadania democrática, esclarecida, empenhada e solidária, com recurso ao compromisso e à implicação do tempo de todos os elementos do contexto escolar;
-sensibilizar toda a comunidade educativa para a prática do Voluntariado como expressão de cidadania ativa;
-desenvolver a consciência cívica dos alunos em termos de responsabilidade social, incentivar e capacitar os alunos para atitudes empreendedoras;
-reforçar o reconhecimento da importância do seu contributo para o desenvolvimento de competências fundamentais nos jovens em diferentes eixos (inclusão social, empreendedorismo, educação, emprego e cidadania);
-qualificar alunos e famílias para a participação mais ativa numa sociedade democrática, e potenciar as práticas colaborativas, numa lógica de trabalho de equipa em articulação e sequencialidade;
– criar um novo espaço de cidadania ativa, com oportunidades de aprendizagem e de participação que promovem não só a solidariedade, mas também a mobilidade, a curiosidade, a abertura e o empreendedorismo dos alunos;
– contribuir para a melhoria do lugar ocupado por Portugal no ranking europeu de voluntariado jovem e constituir um caso de sucesso, que possa servir de exemplo para o desenvolvimento de novos projetos na área da responsabilidade social.

LEITORES SORTUDOS

LEITORES SORTUDOS

Objetivos:
Trata-se de um programa em que se pretende desenvolver um trabalho didático de promoção da fluência em leitura, junto dos alunos do 2º ano de escolaridade, até ao final do ano letivo.

Intervenientes | Colaboração interna e externa:

Professores de Português e Professores Titulares de Turma.
Colaboração do Serviço de Educação e Apoio Especializado.
Colaboração externa com o Centro de Investigação em Estudos da Criança da Universidade do Minho [acompanhamento e supervisão científica do programa].

Procedimentos:

A fim de avaliar o impacto desta intervenção, é importante realizar uma avaliação da fluência em leitura antes da implementação do programa. Esta competência será reavaliada no final do mesmo, de modo a verificar a evolução alcançada pelos alunos.
Todo o material de avaliação e material pedagógico inerente ao desenvolvimento do programa é disponibilizado pelo Centro de Investigação em Estudos da Criança da Universidade do Minho.
O programa visa criar uma rotina de leituras semanal, sendo constituído por 22 textos de diferentes tipologias [narrativos, informativos e poemas]. Cada texto é explorado diariamente durante 10 a 15 minutos, nas aulas de Português, utilizando um conjunto de estratégias que a investigação mostrou serem eficazes: modelagem, leitura-eco, leitura dialogada, leituras repetidas. De forma integrada, é também dada especial atenção ao vocabulário e à compreensão dos textos lidos.
Para o alcance dos objetivos deste programa, reveste-se de extrema importância a colaboração da família. Assim, pretende-se complementar a intervenção em sala de aula com tarefas a efetuar em casa, nomeadamente a realização da atividade “Ouvintes Sortudos”, que consiste na repetição da leitura durante o fim-de-semana.


AMIGOS HORTÍCOLAS

AMIGOS HORTÍCOLAS

O projeto Amigos Hortícolas é explorado pelas crianças de 2 e 3 anos e tem por objetivo incentivar o consumo de hortícolas, promovendo comportamentos alimentares saudáveis, com o envolvimento e colaboração de toda a comunidade educativa.

CONTA-NOS UMA HISTÓRIA

CONTA-NOS UMA HISTÓRIA

O Ministério da Educação (ME), através da Direção-Geral da Educação (DGE), do Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares (RBE) e do Plano Nacional de Leitura(PNL), em parceria com a Microsoft, a Associação Portuguesa de Professores de Inglês (APPI) e a Rádio ZigZag, lançou a 9.ª Edição do concurso “Conta-nos uma história!”.
Esta iniciativa pretende fomentar a criação de projetos desenvolvidos em 1.º Ciclo do Ensino Básico que incentivem a utilização das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), nomeadamente tecnologias de gravação digital de áudio e vídeo.
O ato de contar histórias desempenha um papel extremamente relevante nas aprendizagens dos alunos destes níveis de educação e ensino, quer na aquisição de conhecimentos, competências e valores quer nas atividades de carácter mais lúdico, nomeadamente em Inglês: “Once Upon a Time…”.


PES - PROJETO DE EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE

PES – PROJETO DE EDUCAÇÃO PARA A SAÚDE

O Projeto de Educação para a Saúde* PES constitui um serviço de apoio, integrado no projeto educativo e em articulação com outras estruturas de apoio da própria instituição e de saúde da área geográfica de referência. Visa-se o desenvolvimento de atividades que promovam a educação para a saúde e de educação sexual junto dos alunos do Ensino Básico e Secundário. De acordo com a Portaria nº 196-A/2010, a informação veiculada na educação para a saúde “permite identificar comportamentos de risco, reconhecer os benefícios dos comportamentos adequados e suscitar comportamentos de prevenção”. Assume como objetivos centrais “a informação e a consciencialização de cada pessoa acerca da sua própria saúde e a aquisição de competências que a habilitem para uma progressiva autorresponsabilização.”. A educação sexual tem em vista promover a saúde física, psicológica e social das crianças e jovens.

PRESSE

PRESSE

O PRESSE é o Programa Regional de Educação Sexual em Saúde Escolar, promovido pela Administração Regional de Saúde do Norte, I.P. (ARSN) através do seu Departamento de Saúde Pública (DSP) em parceria com a Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares – Delegação do Norte (DGEstE), que apoia a implementação da educação sexual nas escolas, de uma forma estruturada e sustentada, envolvendo o trabalho conjunto entre os profissionais de educação e de saúde escolar.
As principais finalidades deste programa são: aumentar os fatores de proteção e diminuir os comportamentos de risco dos alunos da região Norte em relação à sexualidade. O PRESSE tem por base a metodologia de projeto e a intervenção interdisciplinar. É um programa ímpar, com marca registada, cujas características de diferenciação são a estruturação, sustentabilidade no tempo e apoio permanente aos profissionais de saúde e educação que o aplicam.
O PRESSE foi recentemente galardoado, em cerimónia decorrida em Singapura, com o Primeiro Prémio de Excelência e Inovação em Educação Sexual.
No CNM, o PRESSE é implementado em todas as turmas, do 1.º ao 12.º anos de escolaridade, pois perspetivamos a visão holística dos nossos alunos, promovendo hábitos de vida saudáveis, nomeadamente no âmbito da Sexualidade. A implementação é estruturada, de modo a que os alunos sejam dotados de competências diversas, ao longo dos diversos ciclos de ensino.


ECO-ESCOLAS

ECO-ESCOLAS

O Eco-Escolas é um Programa de âmbito internacional que assenta numa equipa multidisciplinar e que pretende encorajar ações, e reconhecer o trabalho desenvolvido numa escola, no âmbito da Educação Ambiental e Desenvolvimento Sustentável.
Aos alunos é-lhes dirigido o desafio de se habituarem a participar nos processos de decisão e a tomarem consciência da importância do Ambiente no dia a dia da sua vida pessoal, familiar e comunitária. O Programa procura, igualmente, estimular a criação de parcerias locais entre a escola e as autarquias, procurando contribuir para um maior envolvimento e participação em todo o processo dos municípios, empresas, órgãos comunicação social, ONG’s e outros agentes interessados em contribuir para o Desenvolvimento Sustentável.
Ao longo do ano letivo, são realizadas atividades com o intuito de envolver toda a Comunidade Educativa para sensibilização de diversas temáticas ambientais, tais como: biodiversidade, água, energia, floresta, alimentação saudável e sustentável, e geodiversidade.

DECO JOVEM

DECO JOVEM

A DECOJovem é um projeto promovido pela DECO, dirigido às escolas do Ensino Básico e Secundário, onde são proporcionados aos alunos e professores, enquanto estrutura de apoio, fonte de informação e formação, um centro de recursos e um sítio para divulgar os projetos na área da Educação do Consumidor.
As Escolas DECOJovem contemplam um espaço privilegiado para a educação e formação das crianças e jovens enquanto consumidores. Tem à disposição da comunidade escolar, informação e recursos que permitem desenvolver atividades e projetos na área do consumo com o objetivo de promover a formação de crianças e jovens esclarecidos, críticos e responsáveis nos seus atos de consumo. Pretende-se que os professores das Escolas DECOJovem estruturem um enquadramento técnico e institucional da DECO e com as vantagens do trabalho interdisciplinar e em rede, para trocarem ideias e práticas, partilharem esta informação e se envolverem, conjugando sinergias para participarem, promoverem e partilharem projetos inovadores e transdisciplinares no âmbito da temática da educação e defesa do consumidor.
No Colégio Novo da Maia, o núcleo da DecoJovem é responsável pelo Dia da Poupança (31 de Outubro), Dia do Consumidor (15 de Março) e o Dia da Europa (9 de Maio), para além de outras atividades na educação e literacia económica e financeira.


PARLAMENTO DOS JOVENS

PARLAMENTO DOS JOVENS

O programa Parlamento dos Jovens é uma iniciativa da Assembleia da República, dirigida aos jovens dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e do ensino secundário. Os principais objetivos do programa são: educar para a cidadania, estimulando o gosto pela participação cívica e política; promover o debate democrático, o respeito pela diversidade de opiniões e pelas regras de formação das decisões; proporcionar a experiência de participação em processos eleitorais; estimular as capacidades de expressão e argumentação na defesa das ideias e sublinhar a importância da política na tomada de decisão e na resolução de questões que afetam o nosso quotidiano.
O programa está dividido em diferentes etapas. Decorre, inicialmente, ao nível do Colégio, seguindo-se uma fase distrital e culmina com a realização anual de duas Sessões Nacionais na Assembleia da República: uma Sessão destinada aos alunos dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico; outra Sessão destinada aos alunos do ensino secundário.

A EMPRESA - JUNIOR ACHIEVEMENT

A EMPRESA – JUNIOR ACHIEVEMENT

“A Empresa” é o programa bandeira da Junior Achievement, um dos programas da JA Portugal sendo aquele que tornou esta organização conhecida mundialmente. O Company Program, designação internacional, convida alunos com idades compreendidas entre os 15 e 21 anos (do ensino secundário) a criar e gerir uma miniempresa com a ajuda de um professor e, sempre que possível, de um voluntário, em contexto de sala de aula, ao longo de um ano letivo.
Os alunos fazem brainstorming à procura de uma ideia de negócio, reúnem capital através da venda de títulos de participação, desenvolvem o produto ou serviço e apresentam um plano de negócios para a sua miniempresa.
O programa “A Empresa” é reconhecido pela Comissão Europeia como uma “Boa Prática em Educação para o Empreendedorismo”.


GERAÇÃO EURO

GERAÇÃO EURO

O Banco de Portugal (BdP) conjuntamente como o Banco Central Europeu (BCE) promove todos os anos, o programa e concurso “GeraçãoEuro”, dirigido a estudantes do ensino secundário.
Este programa finaliza com um concurso sobre política monetária, organizado a nível nacional em vários países da área do euro e aberto a todos os alunos do Ensino Secundário.
Há vários anos o Colégio Novo da Maia sensibiliza os alunos para este desafio, participando ativamente no programa e no concurso através de sessões específicas sobre os vários temas europeus elaboradas pelo titular das equipas.

MUN-MODELO NAÇÕES UNIDAS

MUN-MODELO NAÇÕES UNIDAS

MUN é uma conferência do Model United Nations onde os delegados, estudantes de várias localidades do país e em algumas situações do estrangeiro, discutem sobre diversos assuntos da atualidade mundial. Os procedimentos desta conferencia e os debates seguem as regras definidas nas Nações Unidas, onde existe uma recriação do ambiente vivido durante os trabalhos.
Os vários delegados são divididos em Comissões com representação dos países mundiais da Nações Unidas que discutem os vários assuntos específicos mundiais da atualidade, de acordo com um propósito de chegar a uma recomendação para ser implantada.
O participante tem a possibilidade de explorar a posição do país que foi atribuído e defender os seus interesses tentando balançar com as posições de outros países, defendendo um mundo cada vez mais globalizado.


EUROESCOLA

EUROESCOLA

É um Programa criado pelo Parlamento Europeu no âmbito da cidadania, gerido em parceria com o Instituto Português do Desporto e Juventude e Gabinete de Ligação do Parlamento Europeu em Portugal que desenvolve o Euroscola nacional, dirigido aos alunos do ensino secundário, que consiste na simulação do trabalho dos Deputados no Parlamento Europeu.
O Euroscola inicia-se todos os anos em janeiro, começando na sessão distrital ou regional, sendo escolhida uma escola para a sessão nacional e finalmente, para os vencedores do concurso Euroscola da sessão nacional, o Parlamento Europeu acolhe estudantes de todos os Estados-Membros da União Europeia para passar um dia em Estrasburgo, tornando-se membros do Parlamento Europeu.