No passado dia 7 de janeiro o Artista Residente (AR), André Silva, deu seguimento à sua proposta do Plano Cultural de Escola (PCE), inserido no Projeto Artístico CNM realizando um workshop para o pré-escolar, a partir de uma série de obras que Piet Mondrian desenvolveu acerca da cidade de Nova Iorque.

Tendo como referência a obra “New York City, 3” que pertence à coleção do Museo Thyssen-Bornemisza, os alunos puderam estabelecer relações entre uma pintura e uma cartografia de uma cidade.

“New York City, 3”, tinha sido intitulada anteriormente como “New York City, New York” e como “New York City IV”, até que Joop Joosten, no catálogo Raisonné de Mondrian, estabeleceu o atual título como original e definitivo. Normalmente, Mondrian mantinha as suas obras no estúdio durante largos períodos de tempo e fazia modificações sucessivas até conseguir o desejado equilíbrio entre linhas e cores.

As grossas linhas negras, que delimitava os campos de cor nas suas obras anteriores, foram substituídas por um novo material que rompia com o princípio da planaridade e que facilitava o seu trabalho: a fita adesiva colorida. A reversibilidade das fitas permitia-lhe modificar a sua colocação sobre a tela branca, até que pudessem colocá-los nos lugares que pareciam mais satisfatórios e compensadores para a composição.

Neste workshop os participantes, usando um vidro como suporte e recorrendo ao uso de fita colorida, puderam explorar a nova técnica desenvolvida por Mondrian.

O resultado dos trabalhos são os que podemos observar nas fotos.